Uniandes
Funes
Ministerio de Educacion
Funes

Por um projeto decolonial de formação de docentes: a vez da matemática do professor

Souza, Erilúcia; Monteiro, Maria Helena; Simões, Ronald (2021). Por um projeto decolonial de formação de docentes: a vez da matemática do professor. Revista Internacional de Pesquisa em Educação Matemática, 11(2), pp. 319-335 .

[img]
Vista Previa
PDF - Versión Publicada
Disponible bajo la licencia Creative Commons No Comercial Sin Derivar.

794Kb

URL Oficial: http://sbem.iuri0094.hospedagemdesites.ws/revista/...

Resumen

A matemática é, frequentemente, utilizada como uma ferramenta a serviço do projeto modernidade/colonialidade. Envolta em uma capa ilusória de neutralidade, essa componente curricular do ensino é vista como um sistema perfeito e que não é influenciado por nenhum interesse político, social ou ideológico. Essa suposta perfeição/isenção é utilizada como justificativa para práticas de opressão e para produção de exclusão social. De fato, aqueles que não aprendem a matemática estabelecida são vistos como menos aptos e colocados no lugar do atraso e da deficiência, gerando subalternização, inferiorização e desumanização. Assim, feita a denúncia da matemática como ferramenta de poder, apresentamos com caráter propositivo, alternativas de pedagogias decoloniais para o ensino da matemática no contexto de um projeto político decolonial mais amplo como insurgência frente ao da modernidade/colonialidade. Entendemos que uma abordagem problematizada da matemática, em contraste com uma exposição naturalizada da disciplina, representaria uma possibilidade para um projeto de pedagogia decolonial do ensino da matemática. No entanto, de que maneira o professor de matemática poderia propor tal abordagem, se o mesmo é formado por meio de uma exposição naturalizada e colonizadora da disciplina na universidade e na escola básica? Não pretendemos responder tal questão, mas propor repensarmos a formação de professores. Com efeito, por meio da lente decolonial, identificamos fissuras no processo de formação docente em três pontos essenciais: a quase-não existência de diálogo entre a matemática ensinada na educação básica e a matemática vista na licenciatura; o consequente entendimento de que não há produção de conhecimento docente próprio da matemática na escola e, por fim, a não valorização da profissão docente. Trabalhar nessas fissuras se apresenta como possibilidade e potência decolonial, no intuito de promover uma educação libertadora e que fuja dos padrões coloniais.

Tipo de Registro:Artículo
Términos clave:05. Profesor > Formación de profesores > Inicial
10. Otras nociones de Educación Matemática > Fines > Sociales
10. Otras nociones de Educación Matemática > Otro (otras nociones de educación matemática)
Nivel Educativo:Título de grado universitario
Código ID:27662
Depositado Por:Monitor Funes 2
Depositado En:30 Jun 2022 14:38
Fecha de Modificación Más Reciente:30 Jun 2022 14:38
Valoración:

Personal del repositorio solamente: página de control del documento


Comentarios

Agregar Comentario