Uniandes
Funes
Ministerio de Educacion
Funes

É assim que eu faço!: proporcionalidade e invenção em uma aula de matemática

de Oliveira, Marta Elaine; Clareto, Sônia Maria (2020). É assim que eu faço!: proporcionalidade e invenção em uma aula de matemática. Bolema: Boletim de Educação Matemática, 34(68), pp. 934-951 .

[img]
Vista Previa
PDF - Versión Publicada
Disponible bajo la licencia Creative Commons No Comercial Sin Derivar.

759Kb

URL Oficial: https://www.scielo.br/j/bolema/

Resumen

O presente artigo apresenta-se como um ensaio de escrita de uma sala de aula de matemática por meio de fabulações. As fabulações e questões que aqui tomam corpo foram produzidas em uma pesquisa de doutorado. A fabulação como modo de escrita provoca um pensar e um aprender como afirmação de vida. A noção de fabulação, tratada neste texto, é pensada junto a Deleuze e constitui-se em um movimento de problematização e de resistência em educação matemática. Um deslocamento, no modo de reprodução de um modelo que se coloca como caminho que leva ao resultado correto e a um pensamento adequado, traz a invenção de um modo de operar que inquieta um pensamento e que rompe com um modo já normatizado. Diante disso, uma problematização alinhava a essa ficção-currículo-escola-história-sala-de-aula-de-matemática: a serviço de que tipo de vida se coloca o conhecimento?

Tipo de Registro:Artículo
Términos clave:13. Matemáticas escolares > Números > Relaciones numéricas > Razón y proporcionalidad
11. Educación Matemática y otras disciplinas > Educación Matemática desde otras disciplinas
Nivel Educativo:Educación Secundaria Básica (13-16 años)
Educación Primaria (7-12 años)
Código ID:26507
Depositado Por:Monitor Funes 1
Depositado En:07 Ago 2022 10:58
Fecha de Modificación Más Reciente:07 Ago 2022 10:58
Valoración:

Personal del repositorio solamente: página de control del documento


Comentarios

Agregar Comentario