Uniandes
Funes
Ministerio de Educacion
Funes

Potencialidades dos grupos/comunidades do Facebook para a formação de professores de matemática no âmbito do PIBID

Rodrigues, Márcio Urel; Miskulin, Rosana Giaretta; Silva, Luciano Duarte da (2017). Potencialidades dos grupos/comunidades do Facebook para a formação de professores de matemática no âmbito do PIBID. Acta Scientiae. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, 19(6), pp. 833-852 .

[img]
Vista Previa
PDF - Versión Publicada
Disponible bajo la licencia Creative Commons No Comercial Sin Derivar.

658Kb

URL Oficial: http://www.periodicos.ulbra.br/index.php/acta

Resumen

Neste artigo, objetivamos elucidar as potencialidades dos grupos/comunidades do Facebook para os processos formativos de professores de Matemática participantes do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência – PIBID. Visando atender a esse objetivo, realizamos um recorte da pesquisa de doutorado defendida na UNESP – Rio Claro/SP, cujo objetivo foi elencar e compreender as potencialidades do PIBID como “Terceiro Espaço” para a formação de professores de Matemática no Brasil. Os dados foram constituídos por meio do Diário de Campo da Vivência no PIBID/Matemática da Unesp – Rio Claro/SP no período de 2013 a 2014, no qual registramos todas as publicações no Facebook dos participantes no referido grupo/comunidade. Os dados foram analisados por meio de alguns conceitos da Análise de Conteúdo elucidados por Bardin (1977), os quais nos conduziram à identificação de duas Categorias de Análise – (i) Ações Pedagógicas Formativas nos Processos de Aprendizagem da Docência, e (ii) Discussão e Compartilhamento de Informações do Grupo/Comunidade do PIBID/Matemática. O movimento dialógico das Categorias de Análise nos conduziu à constatação de três contribuições do Facebook para os processos formativos de professores de Matemática em um grupo/comunidade – (1) o Facebook proporciona diálogos rápidos e interativos que auxiliam na melhoria no fluxo de informações, compartilhamento e trocar experiências didáticas entre os participantes do grupo/comunidade; (2) o Facebook permitiu a discussão, planejamento e reflexões das ações pedagógicas – observações e intervenções didáticas – a serem desenvolvidas nas escolas de uma maneira interligada e dinâmica entre participantes do grupo/comunidade; (3) o Facebook pode ser considerado como um ambiente virtual de aprendizagem complementar à formação pedagógica presencial dos participantes dos grupos/comunidades do PIBID/Matemática, pois as colaborações publicadas, os diálogos informativos e explicativos confirmaram o quanto esse ambiente virtual complementa as interações entre os participantes. Concluímos, defendendo o uso Facebook como ambiente.

Tipo de Registro:Artículo
Términos clave:03. Aula > Recursos didácticos > Recursos informáticos > Internet
05. Profesor > Formación de profesores > Inicial
07. Enseñanza > _Otro (enseñanza)
03. Aula > Recursos didácticos > Recursos informáticos > _Otro (recursos informáticos)
Nivel Educativo:Título de grado universitario
Estudios de posgrado
Código ID:28375
Depositado Por:Monitor Funes 2
Depositado En:16 Jun 2022 22:54
Fecha de Modificación Más Reciente:16 Jun 2022 22:54
Valoración:

Personal del repositorio solamente: página de control del documento


Comentarios

Agregar Comentario